• Boa Prática:
    Reciclagem de Cartões Bancários
  • Área de Actividades
    Financeiro

Descrição

Decorrente do seu Programa Corporativo de Sustentabilidade, a Caixa Geral de Depósitos  (CGD) implementou um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) de acordo com a norma internacional ISO  14001. A existência de um SGA permite eliminar ou reduzir os impactes ambientais decorrentes da sua  atividade. 

Atenta à relevância de uma gestão eficiente dos resíduos e dada a elevada quantidade de cartões  bancários obsoletos diariamente entregues nas agências, a CGD identificou enquanto oportunidade de  melhoria o desenvolvimento de um projeto para a reciclagem de cartões bancários caducados ou  inutilizados. Tendo por base o conceito de Economia Circular, e através de um projeto desenvolvido em  parceria com a empresa Extruplás, os cartões bancários e não bancários (por exemplo, cartões de  fidelização) são passíveis de serem valorizados através da reciclagem do plástico. Os resíduos de PVC  provenientes da destruição dos cartões são posteriormente incorporados na produção de peças de  mobiliário urbano em plástico 100% reciclado (como bancos de jardim, mobiliário infantil, entre outros)  com o objetivo de serem oferecidas a instituições de solidariedade social.  

Impactes Positivos

Entre janeiro de 2015 e janeiro de 2016 foram reciclados mais de 5 toneladas de
cartões, ou seja, mais de 1 milhão de cartões, o equivalente à poupança de 2,5 toneladas de petróleo.

Ao nível das partes interessadas:
• Aumento da motivação e do sentimento de pertença dos colaboradores, por percecionarem que a sua entidade patronal desenvolve projetos que impactam positivamente a comunidade.

• Crescimento do nível de satisfação dos clientes, por terem acesso a informação que lhes permite
conceber uma visão transversal do comportamento ambiental e social das empresas.

• Maior cooperação entre parceiros/fornecedores no desenvolvimento de projetos inovadores que
promovem o desenvolvimento sustentável.

• Potencial de replicação do projeto por outras empresas.

• Redução do impacte ambiental associado à diminuição da acumulação de resíduos poluentes.

• Redução de custos pelo aproveitamento dos resíduos enquanto matéria-prima.

• Contribuir para a promoção de um mercado de produtos e serviços sustentáveis.

• Contribuir para a requalificação das infraestruturas das instituições da economia social.